segunda-feira, 30 de junho de 2014

BANDA DO DIA

Depois de formar varias bandas tanto de rock e outros estilos, o guitarrista Michel Garcia conhece o baterista Andinho (Anderson Dias). Eles fogem da veia roqueira pra experimentar novos sons e novas idéias. Poly quer dizer variado, diverso e Phone uma conotação a tudo audível, logo, a idéia é ouvir um som empolgante, progressivo.
PolyPhone é um Projeto de Metal Alternativo com influencias diversas como: Rage Against the Machine, P.O.D., Trash Anos 80 e 90, Haste the Day, Five.Bolt.Main., Incubus, Deftones, Red Hot Chilli Peppers e etc... 
Nome vindo da junção de Poly=Varios e Phone=ouvir, comunicar, sons tem a proposta de Promover, semear e divulgar o Reino de Deus em todo o lugar que puder estar. 

COMPONENTES:
Sandro (vocal)
Samuel (baixo)
Michel (guitarra)
Andim (bateria)
 
DISCOGRAFIA:
(2008) POLYPHONE
 

sexta-feira, 27 de junho de 2014

LIBERDADE


George Hanson (Jack Nicholson): “Sabem… Este país já foi muito bom. Não entendo o que está acontecendo com ele.”

Billy (Dennis Hopper): “Todos viraram covardes, é isso. Nós nem podemos ficar num hotel de segunda, aliás, um motel! O cara achou que a gente fosse matá-lo. Eles têm medo.”

George Hanson (Jack Nicholson): “Não têm medo de vocês, mas do que vocês representam.”

Billy (Dennis Hopper): “Cara, para eles só representamos alguém que deveria cortar o cabelo!”

George Hanson (Jack Nicholson): “Não. Para eles, vocês representam a liberdade.”

Billy (Dennis Hopper): “E qual é o problema? Liberdade é legal!”

George Hanson (Jack Nicholson): “É verdade, é legal mesmo… Mas falar dela e vivê-la são duas coisas diferentes. É difícil ser livre quando se é comprado e vendido no mercado. Mas nunca diga a alguém que ele não é livre… Porque ele vai tratar de matar e aleijar para provar que é. Eles falam sem parar de liberdade individual… Mas, quando veem um indivíduo livre, ficam com medo.”

Billy (Dennis Hopper): “Eu não boto ninguém para correr de medo.”

George Hanson (Jack Nicholson): “Não. Você é que corre perigo.”

Hoje, mais de 40 anos depois do lançamento do filme, esse diálogo permanece tão ou mais atual quanto na época. Liberdade é um termo que, de tão usado, perdeu a sua essência.
Para ser livre, realmente livre, é preciso questionar tudo: as convenções, as instituições, a moral, as ideias. É preciso se questionar: seus desejos, seus medos. É preciso sofrer – e não ter medo disso.

Um bom fim de semana a todos.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

TOP AGENDA

Blues, congo, funk e pop. Todos esses gêneros musicais, além do teatro, da literatura, das artes plásticas e de uma série de intervenções artísticas, fazem parte do projeto Intercâmbio Cultural Giramundo, que acontece nos dias 26 e 28 de junho, respectivamente, no Museu Capixaba do Negro (Mucane) e no Parque Municipal ...Pedra da Cebola, com os americanos do Clinton Curtis Band, o grupo Pó de Ser Emoriô, as bandas de congo Amores da Lua e Panela de Barro e o cantor André Prando.

Confira a programação completa do Intercâmbio Cultural Giramundo:

26/06 (quinta-feira) – Museu Capixaba do Negro (Mucane) – a partir das 16h
Performance "A influência da música afro nos ritmos brasileiros e americanos" e bate-papo entre os mestres das bandas de congo Panela de Barro e Amores da Lua, os músicos André Prando, Clinton Curtis e o grupo Pó de ser Emoriô.

28/06 (sábado) – Parque Municipal Pedra da Cebola – das 11 às 17h
Coletivo Canelada com música e teatro
Família Força Criativa com Expressão corporal e tambores
Circuito Cultural com Capoeira
Coletivo Marginales com Sarau de Literatura e Poesia
Assédio Coletivo/ Voadora Records com exposição de trabalhos de grupos atrelados ao coletivo
Undreground do Underground com exposição de trabalhos de grupos atrelados ao coletivo
Coletivo Tamo Junto com exposição de trabalhos e intervenções artísticas
Odomodê com apresentações de alunos das oficinas e exposição de trabalhos da tenda crioula
Instituto Quórum com Batalha dos DJ's Zappie e Sagaz
Ícones da Cultura Capixaba com produção de suvenir

Palco Principal - a partir das 17h
Banda de Congo Panela de Barro
Show Banda Pó de Ser Emoriô
Banda de Congo Amores da Lua
Show André Prando
Show Banda Clinton Curtis
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
REGGGAE & DUB no formato SOUND SYSTEM.

No controle do selectah Gustavo Txai, a Radiola Capixaba Sound System (#1 do ES) amplifica seu acervo de REGGAE e versões DUB.
----------------------------------------------------------------------------------------------------
Conectando Vitória com a música eletrônica toda quinta-feira

Gratidão é a palavra certa para descrever esse momento em que estamos vivendo. A cada edição a PRISMA fica mais consistente, redondinha, e isso só traz alegria. ...

Para a edição #011, celebraremos o aniversário desse dinossauro da cena de música eletrônica capixaba, o DJ Flávio Zogaib. Primeiro DJ a voltar à PRISMA, Zogaib dividirá a cabine com uma das DJs mais fodas do Brasil. Considerada por muitos (muita gente mesmo!), a primeira dama da House Music, a carioca Mary Zander é a DJ gata que arrebenta nos sets passeando com maestria entre o deep e o techno. Residente do Warung, já se apresentou no Rock in Rio (Madrid, Lisboa e Rio), Skol Beats, Creamfields, Rio Music Conference... Bom, bagagem e muita história boa para contar ele tem. Já imaginou o que será ela tocando pra gente na PRISMA? E no comando dessa nave, ele, o Titânico, o mais prismático, nosso DJ-residente-vitalício Thito Fabres.

Tudo isso no seu clubinho de quinta-feira, o Stone Pub, o pico que já virou fechamento com a música eletrônica e vem ganhando projeção nacional com as excelentes atrações que vem recebendo.

Pode chegar galera... A PRISMA é plural.
PROIBIDO PARA MENORES DE 18 ANOS

PRISMA:

DATA: 26Junho2014 – quinta-feira

Horário: 23h às 06h

Local: Stone Pub – Rua Romulo Samorini, 33 – Praia do Canto

Lotação: 300 pessoas

Ingresso: R$20 até 01h; R$25 depois de 01h

DJs: Mary Zander (RJ), Flávio Zogaib, Thito Fabres (residente)

PRISMA é idealizada e produzida semanalmente por Renato Rossoni e Thito Fabres.
------------------------------------------------------------------------------------------------------
VILA VELHA HARDCORE!

Com as bandas:...
Rocktop (cover de RAIMUNDOS E RATM)
Shad (Pop-Hardcore)
Headclean (Hardcore)
Scalenos (Hardcore)
SCRAP (Pop-Rock)
Benirrana (Hardcore)

PROMOÇÕES DA NOITE:

BALDE COM 10 BRAHMAS LATA - R$35,00
BALDE COM 10 ITAIPAVAS LATA - R$30,00
PORÇÕES E PETICOS VARIADOS A PARTIR DE R$15,00

+ TV's com Vídeos de bandas, UFC/Futebol, Sinuca, Tótó e Várias Promoções de Cervejas.

Local: CORRERIA MUSIC BAR (Antigo Skaldaria)
Av. Saturnino Rangel Mauro, 501 - Praia de Itaparica
(Próximo ao Hotel Marlim Azul na Rod.do Sol)
Hora: A partir das 22:00hs
Ingresso: R$ 8,00
Classificação: 16 anos com RG. Menor só com pai ou mãe.

OBS: Se você não levar documento com foto você vai ser barrado!!! Não vai entrar! Allright?
Informações: 98116-3325 (vivo) | 99988-8840 - Paulo Carvalho.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nesta sexta o Taberna Beer te convida para curtir uma legítima noite britânica! Afinal, a banda Overdrive preparou um TRIBUTO AOS BEATLES com um seleto repertório com os maiores hits dos garotos de Liverpool. Come together!


Couvert R$ 10

Rua: 15 de Novembro, 1080 - Centro Vila Velha.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Back in Black, Sexta, 27/06, 22h
| Rock | Hard Rock | Glam Metal | 70's | 80's | 90's |
Shows com High Voltage (AC\DC cover) e Back Off (Guns n' Roses cover)
DJ's Tuzzão, Deborah e Thaiscrota
...
Welcome to the jungle, baby...
Esse é o espírito dessa Back in Black.

O último embate do mês trás 2 das maiores bandas de Hard Rock:
AC/DC e GUNS N' ROSES.

A banda High Voltage trás os maiores hits da banda australiana, enquanto a Back Off vai detonar com muito Guns.

Com certeza será uma festa com muita energia no palco e na pista.

I'm on the highway to hell!!!

*******************************************************************************
Lineup:
22:30 Thaiscrota
23:30 Show com Back Off (Guns n' Roses cover)
01:00 Deborah
01:30 Show com High/Voltage (AC/DC cover)
03:30 Tuzzão

*******************************************************************************
PROMOÇÃO:
-->SORTEIO DE UM VALE BRINDE NO VALOR DE R$50.
UM OFERECIMENTO Via rock, a loja mais rock and roll de Vitória.
Localizada na rua Darcy Grijó, nº50, loja 06, Jardim da Penha.
(Ao lado do Kaffa Cafeteria).

-->Venha com a camisa do AC/DC ou GUNS N' ROSES e não pague sua entrada (ATÉ ÀS 22h30).

*******************************************************************************

ENTRADA*
R$15 até às 23h
R$20 após às 23h
AROUND THE CLOCK: R$10 após às 2h.

*Pagamento do ingresso somente em dinheiro.

CENSURA: 18 anos com documento original de identificação com foto.

STONE PUB
Rua Rômulo Samorini, 33
Praia do Canto - Vitória - ES

Aceitamos Visa, Master, Elo e Banescard
alimentação | lounge | área de fumantes semi coberta

brahma | stella artois | heineken | budweiser | liber e brahma zero |

*CAPACIDADE MÁXIMA DA CASA: 200 PESSOAS.

INFO
(27) 3019-8178
(27) 98854 6844
(27) 99989 5654
----------------------------------------------------------------------------------------------------
Show com as bandas:

BIG BOSS - Cover Iron Maiden, Metallica, Led Zeppelin, Black Sabbath, Deep Purple
ECOSS URBANUSS - Cover Mamonas Assassinas e Raimundos
TRUQUE SUJO - Cover OffSpring...
THE CLOCKS - Cover Strokes e Arctik Monkeys
UNIÃO ESCLARECIDA - Rock Alternativo
EMINENCIA - Post Hardcore

E mais:

SORTEIO DE UMA TATTOO NO VALOR DE R$300
SORTEIO DE 2 BALDES DE BRAHMA LATA
SORTEIO DE R$50 EM DINHEIRO

Promoções da noite:

BALDE COM 10 BRAHMAS LATA - R$35,00
BALDE COM 10 ITAIPAVAS LATA - R$30,00
PORÇÕES E PETICOS VARIADOS A PARTIR DE R$15,00

+ TV's com Vídeos de bandas, UFC/Futebol, Sinuca, Tótó e Várias Promoções de Cervejas.

Local: CORRERIA MUSIC BAR - Av. Saturnino Rangel Mauro, 501 - Praia de Itaparica
Hora: A partir das 21:00hs
ENTRADA FRANCA PARA QUEM VIER A CARÁTER OU R$10.

Classificação: 16 anos com RG. Menor só com pai ou mãe. SEM DOCUMENTO COM FOTO VOCÊ NÃO ENTRA!!!

Informações: 98116-3325 (vivo) | 99988-8840 - Paulo Carvalho.
----------------------------------------------------------------------------------------------------
EVENTO EM DESTAQUE:
Uma das mais podres e tradicionais bandas de rock do Brasil, Mukeka di Rato, em um show histórico, no palco da Blow Up.

Formada em 1995, a banda encabeçada por Fabio Mozine, criador também da LAJA REX, selo que movimenta diversas bandas país a fora na cena underground.

A Blow Up, desde dezembro de 2013 vem se destacando como a melhor e mais estruturada casa do Espírito Santo, destinada 100% para a cena alternativa, abre espaço novamente para bandas, com seu som forte e pesado, preparado para a podreira e destruição.

Acompanhando o Mukeka, trazemos com exclusividade a banda paulistana Lomba Raivosa e também DJ's mandando rock até o sol raiar!

MUKEKA DI RATO @ BLOW UP >> 28 DE JUNHO >> 23h

LINE UP:

23:00 > DJ SET BY Lara Lorenzoni
00:30 > SHOW COM LOMBA RAIVOSA (SP)
01:30 > DJ SET BY Serjão Nascimento (RÁDIO JOVEM PAN)
03:00 > SHOW COM MUKEKA DI RATO
04:00 > DJ SET BY Mardones
05:30 > DJ SET BY RAFAHELL



● ENTRADA:
> $20

● Entrada com pagamento somente em dinheiro.
● Para os serviços internos, a Blow Up Club aceita os cartões de crédito Banescard, Visa e Mastercard.
● INFORMAÇÕES: 99996 2992, BLOW UP: 3229 3000.
● Proibida entrada de menores de 18 anos. A apresentação de documento é obrigatória.

terça-feira, 24 de junho de 2014

STEPHEN

AAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIII
TOMAAAA
kkkkKKKKKKKKKKKKK
Nunca subestime um gênio!


sexta-feira, 20 de junho de 2014

FUTEBOL

"O futebol é o ópio do povo e o narcotráfico da mídia."
(Millôr Fernandes)

Um bom fim de semana a todos e uma boa Copa do Mundo.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

ÍDOLOS DA MPB

GONZAGA, Chiquinha – (Francisca Edwiges Neves Gonzaga).
Compositora, instrumentista, regente. Rio de Janeiro, RJ, 17/10/1847–idem, 28/02/1935. Maior personalidade feminina da história da música popular brasileira e uma das expressões maiores da luta pelas liberdades no país, promotora da nacionalização musical, primeira maestrina, autora da primeira canção carnavalesca, primeira pianista de choro, introdutora da música popular nos salões elegantes, fundadora da primeira sociedade protetora dos direitos autorais, Chiquinha Gonzaga nasceu no Rio de Janeiro, filha do militar José Basileu Neves Gonzaga e de Rosa de Lima Maria. Estudou piano com professor particular e aos 11 anos compôs sua primeira música, uma cantiga de Natal: Canção dos Pastores.
Casou-se aos 16 anos, com um oficial da Marinha Mercante escolhido por seus pais. Poucos anos depois abandonou o marido por um engenheiro de estradas de ferro, de quem também logo se separou. Passou a sobreviver como professora de piano. A convite do famoso flautista Joaquim Antônio da Silva Callado (1848-1880), passou a integrar o Choro Carioca como pianista, tocar em festas e freqüentar o ambiente artístico da época. A estréia como compositora se deu em 1877, com a polca Atraente, composta de improviso durante roda de choro em casa do compositor Henrique Alves de Mesquita e publicada pela Viúva Canongia, Grande Estabelecimento de Pianos e Músicas. Por desafiar os padrões familiares da época, sofreu fortes preconceitos. Aperfeiçoou-se com o pianista português Artur Napoleão (1843-1925). Sua vontade de musicar para teatro levou-a a escrever partitura para um libreto de Artur Azevedo, Viagem ao Parnaso. A peça foi recusada pelos empresários.
Outras tentativas fracassaram, até que conseguiu, em 1885, musicar a opereta de costumes A Corte na Roça, encenada no Teatro Príncipe Imperial. Em 1889 promoveu e regeu, no Teatro São Pedro de Alcântara, um concerto de violões, instrumento estigmatizado àquela época. Foi uma ativa participante do movimento pela abolição da escravatura, vendendo suas partituras de porta em porta a fim de angariar fundos para a Confederação Libertadora. Com o dinheiro arrecadado na venda de suas músicas comprou a alforria de José Flauta, um escravo músico. Chiquinha Gonzaga também participou da campanha republicana e de todas as grandes causas sociais do seu tempo. Já era uma artista consagrada quando compôs, em 1899, a primeira marcha- rancho, Ó Abre Alas, verdadeiro hino do carnaval brasileiro.
Na primeira década deste século esteve algumas vezes na Europa, fixando residência em Lisboa por três anos. De volta ao Brasil deu uma contribuição decisiva ao teatro popular ao musicar, em 1912, a burleta de costumes cariocas Forrobodó, seu maior sucesso teatral. Em 1914 seu tango Corta-Jaca foi executado pela primeira- dama do país, Nair de Teffé, em recepção oficial no Palácio do Catete, causando escândalo político.
Em setembro de 1917, após anos de campanha, liderou a fundação da SBAT, sociedade pioneira na arrecadação e proteção dos direitos autorais. Aos 85 anos de idade escreveu a última partitura, Maria, com libreto de Viriato Corrêa. Sua obra reúne dezenas de partituras para peças teatrais e centenas de músicas nos mais variados gêneros: polca, tango brasileiro, valsa, habanera, schottisch, mazurca, modinha etc. Chiquinha Gonzaga faleceu aos 87 anos de idade, no dia 28 de fevereiro de 1935, no Rio de Janeiro.

Verbete biográfico retirado do livro “Chiquinha Gonzaga: uma história de vida”, escrito por Edinha Diniz, em nova edição revista e atualizada. Jorge Zahar Editora, 2009.


segunda-feira, 16 de junho de 2014

BANDA DO DIA

Formado em janeiro de 2000, em Vila Velha, no Espírito Santo, com ex-integrantes do grupo “Kalangocongo” (cujo estilo musical era voltado para o forró pé-de-serra), durante uma roda de congo, na Barra do Jucu, o Casaca é basicamente um grupo de pop-rock regional. Os integrantes perceberam que era aquele som que eles buscavam, e não o ritmo meio nordestino da antiga banda. Seu surgimento tinha como objetivo divulgar a cultura capixaba. A maioria de seus integrantes já conhecia o congo, pois participavam quando crianças de um projeto chamado "Congo Mirim", com o objetivo de divulgar e preservar o ritmo capixaba.

A banda está localizada na Barra do Jucu, praia de Vila Velha, Espírito Santo, Brasil. Um balneário que ainda preserva o estilo rústico das aldeias de pescadores. Ponto de encontro de surfistas, localizado entre a capital Vitória e o balneário de Guarapari, é um lugar onde rio e mar se encontram.
Com seis meses incompletos lançaram o seu primeiro álbum, “No Tambor, Na Casaca, Na Guitarra”, que bateu o recorde de 55 mil cópias vendidas, fato inédito para o mercado fonográfico capixaba. Mesmo sendo um álbum independente, conseguiu ficar nas listas dos mais vendidos nas lojas do estado. Esse primeiro CD veio, segundo integrantes da banda, com o intuito de fazer uma “releitura'' do congo.
O grande sucesso aconteceu devido a divulgação boca-a-boca feita pelos moradores da região, o que levou rapidamente a banda conseguir emplacar duas faixas deste CD "Sereia'' e "Ondas do Barrão'' como as mais pedidas de várias FMs do Estado, ambas as músicas falam da cultura do Estado. As canções de maior sucesso foram “Da Da Da”, “Anjo Samile”, “Sabrina”, "Sereia" e "Ondas do Barrão" que fala da cultura regional. Com seis CDS lançados (dois deles pelas Sony Music), o grupo passa das 100 mil copias vendidas, e é apontado por muitos como um dos mais inovadores do cenário musical brasileiro.
Fundindo e reciclando elementos rítmicos do congo (manifestação folclórica de origem africana), a banda é conhecida pela impressionante energia que imprime nos shows ao vivo. Com base em instrumentos percurssivos, tendo a frente os tambores do congo, e usando uma forte pegada rock & roll, o Casaca detona uma explosiva mistura sonora de impressionante e contagiante apelo popular.
Seguindo a linha das famosas bandas nacionais, que criam e/ou patrocinam escolas de músicas, como o Rappa, Titãs, Skank, eles dão aulas em uma Oficina de Congo, para alunos de bairros de periferia do Estado, com o objetivo destas crianças criarem um determinado vínculo com a cultura local da Barra do Jucu, um balneário que ainda preserva o estilo rústico das aldeias de pescadores. Ponto de encontro de surfistas, estando localizando entre os a capital Vitória e o balneário de Guarapari, devido a esse estilo ainda rústico atraí muito turistas.
Um dos principais fatores que podem ser levados em consideração para o sucesso da banda nesse balneário é exatamente essa proximidade com a capital e o grande fluxo de turistas que freqüentam o local.


CURIOSIDADE:
É da banda CASACA a canção que despertou o robô da Nasa Spirit em Marte em 11 de janeiro de 2004. A canção "Da Da Da" foi parar em Marte por causa de um engenheiro da Nasa que é brasileiro e fã da banda.
 
INTEGRANTES:
Renato Casanova: vocal
Márcio Xavier: baixo e vocal
Flavinho: tambor de repique
Dhiego Valadares: tambor de condução
Piriquito: casaca e caixa
 
DISCOGRAFIA:
(2001) NO TAMBOR NA CASACA NA GUITARRA
(2002) CASACA
(2003) ILHA
(2004) NA ESTRADA
(2007) CASACA
(2010) TEMPO
(2014) CASACA AO VIVO
 
VIDEOGRAFIA:
(2014) CASACA AO VIVO
 

sexta-feira, 13 de junho de 2014

DANÇANDO

"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música."
(Friedrich Nietzsche)

Um ótimo fim de semana a todos!

E lembrem-se:
#vaitercopa

quinta-feira, 12 de junho de 2014

TOP AGENDA

#VAITERCOPA


BRASIL IL IL IL
!!!

quarta-feira, 11 de junho de 2014

ÍDOLOS DA MPB

Ademir Rodrigues de Araújo, mais conhecido como Ovelha (Olinda, 14 de abril de 1955), é um cantor brasileiro
Ovelha, Ademir Rodrigues de Araujo, nasceu em Olinda, Pernambuco, aos 14 de abril de 1955, mas passou a infância em Recife, a capital do estado. A adolescência ele passou em Caruaru, capital do agreste pernambucano, onde começou sua trajetória musical. Ele canta desde pequeno, mas como profissional, a partir de 1973, quando foi descoberto por Luiz Gonzaga, o rei do baião, depois de participar de um show de calouros apresentado por este no centro da cidade. Acompanhava Luiz Gonzaga nessa empreitada a bandinha do "Camarão" que, após ver a performance do garoto no palco, o contratou. Depois disso, Ovelha não parou mais. Passou por diversas bandas, sempre cantando como crooner, até conhecer o apresentador Chacrinha, também conhecido como 'O Velho Guerreiro', em 1977.
Chacrinha passava pelo Recife com sua "Discoteca", que incluia um show de calouros e Ademir se inscreveu para participar vencendo todos os concorrentes local. Foi nessa época que Chacrinha lhe atribuiu o apelido de Ovelha, devido sua pele ser branquinha e seus cabelos loiros e ondulados lembrarem a lã do animal. Depois disso Ovelha foi para São Paulo participar da final do show de calouros e ganhou em primeiro lugar. Essa vitória não lhe rendeu nenhum contrato com gravadoras, apenas um prêmio em dinheiro. Ovelha gostou de São Paulo, viu que tinha futuro nela e não voltou mais para Recife. Ovelha integrava uma banda de forró chamada Trio Mandacaru quando soube que o apresentador Raul Gil abrira inscrições para o seu show de calouros, Rede Tupi de Televisão. Não perdeu tempo e se inscreveu. Ganhou todas as etapas e como prêmio, um contrato com a Discos Copacabana.
Gravou seu primeiro disco, um compacto simples com as músicas "Eu Vou Fazer a Sua Cabeça" e "Ao Som do Rock and Roll" em 1980, que não chegou a fazer sucesso; empregou-se como cantor numa casa de show na zona leste de São Paulo e em 1981, gravou seu segundo disco, um compacto duplo, ainda pela Discos Copacabana com as músicas "Pinta, Borda e Rola" e "Te Amo, Que Mais Posso Dizer?", esta última, a versão em português para a canção de Bobby Vee "More Than I Can Say", que ficou quatro anos nas paradas de sucesso, se tornou o seu grande hit, e inclusive chegou a ser cantada em um vídeo viral em 2005 por Jeremias José do Nascimento junto ao repórter Givanildo Silveira.
Ao longo de sua carreira, gravou 18 discos, que somaram mais de quatro milhões de cópias vendidas, inclusive em outros países. Ganhou vários discos de ouro e de platina e muitos troféus. Sempre esteve presente em programas das mais diversas emissoras de rádio e televisão de todo o Brasil e foi alvo de muitas reportagens publicadas em revistas e jornais. Atualmente reside próximo à represa de Guarapiranga, na cidade de São Paulo.
Seu mais recente álbum chama-se Ovelha na Mira do Rock.


terça-feira, 10 de junho de 2014

ACONTECE DIRETO

Esse é de caráter educativo.
Não tem graça.
Estamos de olho, senhores "produtores".

segunda-feira, 9 de junho de 2014

BANDA DO DIA

O Projeto Cidade do Reggae surgiu em outubro de 2012. Criado pelos empresários e músicos Jr. Barriga e Alan Reis o projeto tem inicialmente o objetivo de levar a cultura e as novidades do reggae através da música e redes sociais. Não demorou muito para o projeto musical tomar forma e abrir as portas para o público.
Sua primeira apresentação foi um marco para o projeto, a abertura do show do renomado grupo americano SOJA foi espetacular, o Cidade do Reggae fez o seu primeiro show para um publico aproximado de 4.000 pessoas e com um som envolvente fazendo todos pular e dançar. 
Isso é um belo começo, mais o objetivo maior do Projeto Cidade do Reggae é alcançar o sonho dos amigos Alan e Junior e transformar um hobby em uma grande família incentivadora da cultura, para isso, o caminho é longo e difícil, mas a persistência é o que move toda essa idéia.
Cidade do Reggae não é só um nome legal com um som envolvente, existe muito mais por traz desta marca, o trabalho que estar por vir é o orgulho de seus criadores. Aprendizado e oportunidade são dois requisitos essenciais para o sucesso desse projeto, oficinas de capacitação, formação humana e interação social são à base do projeto sócio-cultural que o Cidade do Reggae ira desenvolver em sua cidade Vila Velha-ES, os primeiros passos já estão sendo dados com o inícios das primeiras oficinas musicais, em breve, serão inúmeras formas de inserir crianças e adultos em uma sociedade mais igual.
Formada por Solivan Almeida (voz), Douglas Lessa (Bateria), Daniel Mattos (teclado), Alan Reis (guitarra) e Jr, Barriga (Baixo) o projeto esta melhorando a cada dia, a cada ensaio, procurando sempre um som que agrade a todos e mostre a essência da música reggae.
O primeiro single “A Deriva” já esta sendo veiculado nas rádios da capital do Espírito Santo o projeto contou com a participação de Gustavo Brasília e vem tendo uma grande repercussão na internet, abrindo portas para o primeiro show da banda, uma noite especial junto com o SOJA, banda californiana. O Cidade do Reggae fez o seu primeiro show para um publico aproximado de 4.000 pessoa. Cidade do Reggae não é só um nome legal com um som envolvente. Aprendizado e oportunidade são dois requisitos escenciais para o sucesso desse projeto, oficinas de capacitação, formação humana e interação social são à base do projeto socio-cultural que o Cidade do Reggae desenvolve em  Vila Velha-ES, além de oficinas musicais e um trabalho social com deficientes visuais. A banda possui um 1 Cd “World Music” lançado na Itália com 3 música em Italiano, 2 inglês e 6 em português todas autorais e estão trabalhando na produção do segundo CD.
A seqüência de apresentações foram acontecendo, em Dezembro/2012, o Cidade do Reggae foi convidado para fazer uma apresentação na convenção nacional da Cobra D´água, representantes de todo o pais registraram o sucesso do evento.
O segundo single “Firmly Fighting” gravada em inglês deu o inicio de sua trajetória nacional e internacional, onde seu videoclipe já passa dos 49.000 visualizações em 2 semanas.
Em 2014, a banda Cidade do Reggae, participou do Programa SuperStar. Com a música autoral “Feito Carrossel”, a banda atingiu o índice de 70% com menos de um minuto de apresentação e faz o telão do SuperStar subir nesta terceira noite de Audições. Eles recebem o “Sim” de Ivete Sangalo, e em seguida, de Fábio Jr. e Dinho Ouro Preto, respectivamente, terminando a apresentação com 89%.“Adorei o fato de ser uma música autoral, bem popular, com uma melodia bem atípica”, diz Ivete, que em seguida, sugere que Fábio Jr. seja o padrinho: “Vai ser uma experiência genial”, diz ela. “Vamos botar um ‘dread’ no Fábio”, brinca Fernanda Lima.
 
INTEGRANTES:
Sollis- Voz
Alan Reis- Guitarra
Jr. Barriga- Baixo
Daniel- Teclado
Douglas Lessa- Bateria
 
DISCOGRAFIA:
(2012) WORLD MUSIC
 
LINKS:

sexta-feira, 6 de junho de 2014

PROBLEMAS?

"Qual é a sua altura, recruta? "
"Senhor, 1.75, Senhor."
"Não sabia que faziam pilhas tão altas de bosta."
(Nascido Para Matar)

"O pior dos problemas da gente é que ninguém tem nada com isso."
(Mario Quintana)

Sensacional.
Um ótimo final de semana a todos.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

TOP AGENDA

BON VIVANT Acoustic Trio - clássicos do rock como Metallica, Bon Jovi, REM
Motorhead, Led Zepellin, Dio, Legião Urbana, Aerosmith, Foo Fighters
Guns n' Roses, Beatles e muito mais...

PROMOÇÕES DA NOITE:...

RODADA DUPLA DE CAIPIRINHA ATÉ AS 22HS - R$7,00
BALDE COM 9 LONG NECK (HEINEKEN-BUDWEISER-STELLA) - R$40,00
BALDE COM 10 BRAHMAS LATA - R$35,00
BALDE COM 10 ITAIPAVAS LATA - R$30,00
PORÇÕES E PETICOS VARIADOS A PARTIR DE R$15,00

Local: CORRERIA MUSIC BAR - Av. Saturnino Rangel Mauro, 501 - Praia de Itaparica
Hora: A partir das 20:00hs
ENTRADA FRANCA!
Classificação: Livre.

Informações:
98116-3325 (vivo) | 99988-8840 - Paulo Carvalho.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
P R I S M A

Conectando Vitória com a música eletrônica toda quinta-feira

Wooowww... E não é que já chegamos na nossa oitava edição semanal PRISMA? E a gente quer é mais, né? Muuuuuito mais!!! ...
A edição dessa quinta, dia 05Junho2014, é - de certa maneira - temática. Os convidados da vez para tocar na cabina comandada pelo nosso DJ-residente-vitalício,Thito Fabres, têm ambos origem mineira. Então vamos forçar uma barra (SIM!) e chamar a PRISMA #008 de "Especial Belzonte", com a presença dos DJs Filipe Skull, residente e um dos produtores da bombástica festa BLAAH (Deputamadre Club / BH), e abrindo a pista o DJ Bryan Roger, que é também mineiro, mas mora há quatro anos no Espírito Santo.

E onde acontece a PRISMA? No Stone Pub, um espaço que recebe essencialmente noites de rock e que, nas noites PRISMA (toda quinta), ganha um cuidado todo especial da produção da festa e se transforma no nosso clubinho underground capixaba.
PROIBIDO PARA MENORES DE 18 ANOS

PRISMA:

DATA: 05Junho2014 – quinta-feira

Horário: 23h às 06h

Local: Stone Pub – Rua Romulo Samorini, 33 – Praia do Canto

Lotação: 300 pessoas

Ingresso: R$20 até 01h; R$25 depois de 01h

DJs: Filipe Skull (BLAAH / MG), Bryan Rogers, Thito Fabres (residente)

A PRISMA acontece toda quinta-feira @ Stone Pub (Vitória - ES) e é uma produção de Renato Rossoni e Thito Fabres.
--------------------------------------------------------------------------------------------------
 
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
Zeff Matieli convida você para o lançamendo de seu primeiro disco solo, o “Benedito Party”. A grande festa vai acontecer no dia 6 de junho, a partir das 19h, na Má Companhia, no Centro de Vitória. Os ingressos custam R$15. Os pontos de venda são Kaffa Cafeteria (Jardim da Penha), Café Bamboo (Praia do Canto) e Doca 183... (Centro de Vitória).

Ouça o álbum “Benedito Party”: http://bit.ly/1ggup8C

MÁ COMPANHIA
Rua Professor Baltazar, nº 152 - Centro de Vitória (próximo à Rua Sete)
19 horas

SHOW
Zeff Matieli: Benedito Party (Lançamento do álbum)

DJS
>Isabela Bimbatto
>Muriel Falcão

INGRESSOS
R$15

PONTOS DE VENDA
Kaffa Cafeteria (Jardim da Penha)
Café Bamboo (Praia do Canto)
Doca 183 (Centro Histórico de Vitória)

PRODUÇÃO
Assédio Coletivo

APOIO
Cachaça Santa Terezinha
Café Bamboo
Kaffa Cafeteria
Doca 183
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
RED ROOM PARTY- THE BEST OF TRAP MUSIC PARTY - 6 DE JUNHO - VITÓRIA - ES

Sabe aquelas festas combinadas na casa de um amigo, onde todos ficam a vontade, espalhados pela casa, com um clima 100% intimista ?

O conceito da Red Room é bem simples, 7 DJs, concentrados no meio da pista, o público em volta dos DJ's, 2 MC's c...omandando a festa a noite toda, um lugar escuro, apenas com luzes vermelhas espalhadas. Numa pegada bem Indoor, o TRAP MUSIC será o som que irá comandar a festa.

O Trap Music é uma nova vertente do Hip Hop, que vem dominando as pistas de todo o mundo. Nascido em Atlanta, nos EUA, o Trap domina todo o sul norte-americano. O gênero é caracterizado por uma mistura de gangsta rap, miami bass, electro, beats com kicks profundos, e vocais desacelerados.

Nas pickups, Jone BL (SUIÇA), WC Beats (ES), Naio Rezende (SP), Suru (ES), Léo Grijó (Stereodubs-SP ), DJ LX ( Stereodubs-SP ) e DJ Soares ( Sound System Pesadão-SP), e os MC's Tavinho MC (ES) e Cachorro Magro (RJ), irão comandar a festa com o melhor do Trap Music atual.

PONTOS DE VENDA

-PRESIDIUM SHOPPING VITÓRIA
-PRESIDIUM SHOPPING PRAIA DA COSTA

OU COM OS COMISSÁRIOS:
MATHEUS GONZAGA - 27 992547452
JÉSSICA VIEIRA - 27 999721424
CHRIS NETO - 27 998470714
THAIS BEDENDO - 27 99881-5961
 
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Road House, Sexta Feira, 06/06, 22h
| Rock | Classic | Oldies | Progressivo |
Shows com The Singles (The Bealtes cover) e Stones Cover (The Rolling Stones cover).
DJ's Tuzzão e convidados
...
Chega o mês de junho e com ele a dobradinha mais famosa entre as bandas: The Beatles e The Rolling Stones.

A banda The Singles volta de turnê pelos EUA cheio de gás e prometendo aquele show repleto de hits, algumas músicas do lado B e os singles que você gosta e nunca imaginou ouvir ao vivo.

Pra fechar, a banda Stones Cover vem com Edésio Fabbri e banda pra mostrar que o rock and roll ainda vive nos tempos atuais.

A batalha será épica e quem sai ganhando são vocês!
:D

**********************************************************************
PROMOÇÃO:
E dando seguimento ao lançamento épico do drink Candy Crush:
A bebida mais falada no momento estará com dose dupla até MEIA NOITE.
Aproveite e chegue cedo.
**********************************************************************
ENTRADA*
R$15 até às 23h
R$20 após às 23h
AROUND THE CLOCK: R$10 após às 2h.

*Pagamento do ingresso somente em dinheiro.

CENSURA: 18 anos com documento original de identificação com foto.

STONE PUB
Rua Rômulo Samorini, 33
Praia do Canto - Vitória - ES

Aceitamos Visa, Master, Elo e Banescard
alimentação | lounge | área de fumantes semi coberta

brahma | stella artois | heineken | budweiser | liber e brahma zero |

*CAPACIDADE MÁXIMA DA CASA: 200 PESSOAS.

INFO
(27) 3019-8178
(27) 98854 6844
(27) 99989 5654
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Nessa 2ª Edição temos o prazer de apresentar a atração INTERNACIONAL GUSTAVO COSSETTI (londres)
#WELOVESUNSET mais que um sunset!!!

Uma tarde entre amigos, num ambiente ímpar na cidade de Vitória,
celebrando a beleza do dia com um clima de união e diversão coletiva, ...
regada à muita música boa e consagrada por um belo pôr-do-sol.
Line up: Paula Andrielly / Carlos Alberto Quadrini / Thito Fabres / DJ Filipe Skull / Mauro Brand / Gustavo Cossetti

Feminino: R$20,00 sendo R$10,00 de entrada e R$10,00 consumação Masculino: R$15,00 de entrada e R$15,00 consumação

Abertura do evento às 16:00 horas, Lista válida até as 17:00 horas, após será cobrado o valor normal, lista@marinalounge.com.br

Feminino: R$20,00 / Masculino R$30,00.

Contato: (27) 9 9904-3646
Marina Lounge Vitória
Rua Teresa Zanoni Cóser, 230 (Rua do Canal Camburi) - Jardim da Penha - Vitória-ES
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
A maior banda de Hard Rock do Brasil está de volta a Vila Velha/ES para um show inédito.

Bandas Convidadas:

LETAL - O melhor cover do Metallica no ES fazendo um grande tributo ao albúm "KILL 'EM ALL"...
HIGH/VOLTAGE - Tributo ao AC/DC
DARE - Heavy Metal
DOSAGE - Heavy Metal

+ WORKSHOP COM EDU ARDANUY AS 17HS EM PONTO NO CORRERIA - *R$10 MEIA.
*PAGAM MEIA NAS SEGUINTES CONDIÇÕES:

*NOME NA LISTA CORRERIAPRODUCOES@HOTMAIL.COM
*APRESENTANDO INGRESSO PRO SHOW DO DR. SIN
*ALUNOS DE ESCOLAS DE MÚSICA (SOMENTE INDICADOS PELA ESCOLA)

+ Vídeos, Sky UFC/Futebol, Sinuca, Tótó e Várias Promoções de Cervejas.

Local: CORRERIA MUSIC BAR - Av. Saturnino Rangel Mauro, 501 - Praia de Itaparica V. Velha
Hora: Á partir das 19:00HS
Classificação: 16 anos com RG. Menor só com pai ou mãe.

Ingresso Antecipado:

1º Lote: R$20
2º Lote: R$30

Postos de venda:

Vila Velha: Correria Music Bar - 98116-3325 - 99988-8840
Vila Velha - Orbita Rock / 3219-4963
Vitória - In Rock Wear / 2º Piso Shopping Boulevard - 3014-2242

ATENÇÃO: Para adquirir ingressos via depósito / doc bancário
envie e-mail para correriaproducoes@hotmail.com para receber
os dados para depósito.

Informações: 98116-3325 (vivo) | 99988-8840 - Paulo Carvalho.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
E segue a lista dos expositores confirmados! (e tem mais vindo!)
SIM SR. - CAMISARIA
LUIZ CLAUDIO CASADO - VINIS
RUA 027 - TELAS E QUADROS
PREGO - ESPAÇO DE ARTE - MATERIAIS INDEPENDENTE E GRAFFITI SHOP ...
TRECOS DO QUORUM – BRECHÓ, LIVROS E ANTIQUÁRIO
PIN-UP MODA ALTERNATIVA - ROUPAS E ACESSÓRIOS ROCK/GEEK/ANIME
GABI KING KNIX – ROUPAS E ACESSÓRIOS MULTIÉTINICOS
DE TUDO UM POUCO - BRECHÓ
CELLUS - ROUPAS
MEGUSTA MONSTRINHOS – ACESSÓRIOS DE MONSTRINHOS
CAROL LYRA - VÁRIOS TRECOS
IVANISE BORGES E LILIANA SANCHES - BRECHÓ
TILELÊ - TURBANTES E BOLSAS
TATIANA SEABRA (TATI) - TELAS E QUADROS
MIX DE COISAS - VÁRIOS TRECOS
AZUL GELADEIRA - COMIDINHAS
DELÍCIAS DA GÁ - MASSAS DELICIOSAS!
 

quarta-feira, 4 de junho de 2014

ÍDOLOS DA MPB

EDUARDO ARAÚJO nasceu na fazenda Aliança no norte de Minas Gerais. Desde cedo acostumado a lidar com o gado, os cavalos e as plantações. Seu pai Lídio Araújo é uma lenda na região. Foi um grande desbravador e criador de animais de diversas raças. Entre eles os cavalos: Mangalarga Marchador, Campolina, Piquira, Pôneis, Persas e Jumentos Pêga. Entre os bovinos criava o Gado Junqueira e o famoso Gado Mocho, que ele próprio selecionou em suas fazendas.
Desde cedo, EDUARDO demonstrou uma grande paixão pelos cavalos e pela vida da fazenda. Passou sua infância brincando pelos lindos campos do lugar e se ligando a toda aquela beleza da natureza selvagem. Vivia assoviando as músicas de Luiz Gonzaga e Pedro Raimundo. Sua veia músical sempre o acompanhou, misturada a sua paixão pelos cavalos e pelo campo, tanto que seu pai, ao lhe perguntarem para que dariam os filhos, apontando para EDUARDO, disse: "Esse só vai dar para cantor de rádio".
Quando chegou a hora de ir para escola, sua região era muito afastada dos grandes centros, portanto desprovida de bons colégios. Ele e seus irmãos, vão estudar internos em Jaguaquara na Bahia, e mais tarde em Belo Horizonte, no Colégio Batista Mineiro. Não tendo mais cavalos, desenvolveu e colocou toda sua criatividade na música. No Brasil pela televisão, em 1958 começava-se a tomar conhecimento do mundo, e começava a acontecer o ROCK. Bill Halley e Seus Cometas, vieram ao Brasil e enlouqueceram os jovens. Como não podia deixar de ser, EDUARDO aderiu aos primeiros movimentos do Rock Brasileiro.
Em 1966, Eduardo, Erasmo Carlos e Carlos Imperial foram acusados de corrupção de menores, após alguns meses sem aparições públicas, Eduardo e os demais são inocentados pelo Juizado de Menores .
Em 1967, após gravar os The Fevers e assinar um contrato com a TV Excelsior, grava dois de seus maiores sucessos, as canções, "O Bom" e "Vem Quente Que Estou Fervendo" (gravada anteriormente por Erasmo).
Eduardo assina contrato com a TV Excelsior para apresentar o programa "O Bom" ao lado de Sylvinha (com quem se casaria em 1969).
Em 1968, grava o álbum de Soul Music "A Onda é Boogaloo", álbum produzido por Tim Maia.
Com o fim da Jovem Guarda, Eduardo grava discos influênciado pela psicodelia e o rock progressivo, nessa época recria canções de compositores brasileiros como Chico Buarque, Ary Barroso e Luiz Gonzaga.
Após ficar 5 anos sem se dedicar a carreira musical, Eduardo compõe uma canção em homenagem ao cavalo Mangalarga Marchador e grava um disco com influências da música country e do country rock.
Nos anos 90, segue com o estilo da década anterior, apresenta dois programas de televisão "Pena na estrada" (exibido pelo SBT) e "Brasil Rural" (exibido pela TV Bandeirantes).
Em 1995, participou das comemorações dos 30 anos da Jovem Guarda gravando uma coletânea lançada pela Polygram.
Em 1997 grava o álbum "Pó de Guaraná" em Nova Jersey, o álbum conta com a participação da banda brasileira Dr. Sin.

terça-feira, 3 de junho de 2014

ENQUANTO ISSO NO DIA DO LANÇAMENTO DO GAME WATCH DOGS

KKKKKKKKKKKKKKKKK
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Só rindo dessa galera esperta!
Sabe de nada, inocente.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

FOTO DO DIA

A banda Crivo é da cidade de Vitória, no Estado do Espírito Santo. Os oito anos de estrada e as participações em coletâneas e shows importantes pelo Brasil ajudaram a construir a identidade dessa banda que mistura mpb-pop-rock-punk-core-crivo-e-outras-coisas-mais. Os figurinos coloridos, a alegria contagiante no palco e as letras simples e diretas - que falam de tudo, sob a ótica do amor - vêm conquistando cada vez mais a simpatia do público que acompanha as meninas e os meninos do Crivo. Tati (vocal, megafone, bateria e metalofone), Matê (guitarra, violão, violino e backing vocal), Dimas (percussão), Bruno (baixo e backing vocal), Léo (bateria) e Marcio (guitarra e violão) pulam, dançam e embalam canções cativantes, sem deixar de lado a atitude do bom e velho rock'n roll. Música para ouvir e cantar, pensar e discutir, entender e amar.
O pop-rock brasileiro andava meio triste. Andava. Eis que surgem a cor, o retalho, o recorte e a música. Eis que surge o “Crivo” - espécie de isolamento acústico (as famosas caixas de ovos das feiras livres) – que, em meados de 1996, em nada diminuía o sofrimento dos vizinhos que, após muita reclamação, chegavam a tomar atitudes radicais ao desligar o interruptor do relógio do prédio para calar a guitarra e a batera de meninas de 14 e 16 anos, fascinadas com os primeiros instrumentos. Dessa forma a banda formada há oito anos deu os primeiros passos em Vitória (ES). 
A arte está no sangue da família. Netas de um palhaço profissional e uma malabarista de circo, daquelas que ficam presas pelos cabelos nos malabares, Tatiana e Matê Wuo herdaram a veia cênica e a potencializaram ao extremo, ao formar o Crivo. “Não tem jeito, a arte está no sangue. Sempre fizemos aulas de música, dança, balé, sapateado, teatro..., desde cedo ouvindo muito Rock and Roll!”, conta Tati, que além dos vocais, toca bateria, megafone e metalofone no disco. Mambembes do rock, as meninas recrutaram o caçula Dimas Wuo na percussão e o baixista Bruno Miguel. Leo Batista dividiu as baquetas com Tati e Márcio Pinho, as guitarras com a Gibson SG vinho de Matê, que também toca violino e violão no álbum. 
Após gravar dois CDs independentes (Ilusão – 1998; Crivo Acústico – 2000) e participar de diversas coletâneas de bandas nacionais, a banda Crivo estréia 2005 com o CD homônimo, lançado pela T-Rec (distribuído pela Indie Records), fruto de um festival produzido pelo selo carioca, que premiou a banda capixaba com um contrato, dentre mais de 800 bandas selecionadas. Por falar em concurso, Tati foi eleita a melhor vocalista do Espírito Santo este ano e recentemente teve sua fita selecionada dentre 40 mil concorrentes, para participar do “Fama”, famoso reality show musical da TV aberta. “Nem sei se era muito a minha onda, pois queria mesmo era trabalhar com a banda”, diz Tati, ficando pelo caminho. 
No disco, 14 faixas de “mpb-pop-rock-punk-core-crivo-e-outras-coisas-mais”, como eles definem o som da banda. Mais do que isso, Crivo é colorido. No figurino e no som. Na melodia alegre de “Pra Consertar”, “Munda Voltas” e no pá-pá-pá de “Por Ela ou por Você” a banda apresenta fórmulas simples e diretas para falar de amor. Até mesmo as letras que falam de solidão ganham ares cor de rosa, como as madeixas rosas-choque de Tati. “Que por sinal são lindas”, se derrete a vocalista. Criando a perfeita atmosfera e sintonia com a música, o figurino teatral das meninas completa o espetáculo. “Ao vivo tem que ter um brilho. O público merece isso. Somos fantasia, arte e hoje vejo cada vez menos isso nos shows”, explica a vocalista, que junto com as mulheres da família, confeccionam as peças usadas no palco.
Gravadas nos estúdios “Casa da Floresta” e “Casa do Crivo” – computadores turbinados com Protools – as guitarras, violões, baixo e vocais do disco, entre outros instrumentos de alegoria proporcionaram à banda lapidar belas melodias de “Movimentos” e “O Telefone”. O gás da batera veio depois, nos estúdios capixabas S2 e Vitória. O resultado pode ser ouvido nas faixas “Ainda Não” e “Do you Really”, que é repleta de guitarras e rifes. Por falar em rifes de guitarra, vale ressaltar o beatlemaníaco rife de “Frações do Tempo”, bem apropriado para Tati e Mate, que dão uma de Lennon e McCartney assinando grande parte das composições. Apesar das influências que transbordam as fronteiras do país, “Crivo” fez questão de manter a cultura capixaba presente com toques de tambores de Congo e moringas, como na faixa “Eu só queria”. Aquecendo ainda mais a cena musical do Espírito Santo, as irmãs apresentam no disco de inéditas, parcerias com músicos do estado, como Alexandre e Amaro Lima, Lúcio Manga e Paulo Sodré, entre outros. 
Enquanto a alegria do sexteto capixaba conquistou a Companhia Siderúrgica de Tubarão e a Prefeitura Municipal de Vitória, através da Lei de Incentivo à Cultura, Crivo vem arregimentando fãs por onde passa com sua trupe colorida. Em outros casos, a banda vem parando o trânsito literalmente, como no ensaio das fotos para o novo álbum. É o Crivo cruzando a Terceira Ponte (um dos cartões postais de Vitória que liga a ilha à Vila Velha) para ganhar o mundo.

 

COMPONENTES:
Dimas Wuo - Percussão
Tati Wuo - Vocal e Bateria
Bruno Miguel - Baixo
Matê Wuo - Guitarra e Vocal
Bernardo John - Guitarra
Léo Batista – Bateria

DISCOGRAFIA:
(1998) ILUSÃO (EP)

(2000) CRIVO ACÚSTICO
(2005) CRIVO
 
VÍDEOS/CLIPES:
Munda Voltas
http://www.youtube.com/watch?v=A-CC9nABTKk&feature=related